• Rua Juiz Alexandre Martins Castro Filho, nº 130/ 801. Santa Luíza, Vitória
  • (27) 3212-7900

Dia Mundial do Meio Ambiente 2021 – AEGEA

INSTRUÇÕES PARA GERMINAÇÃO DE CANAFÍSTULA | PELTOPHORUM DUBIUM

 

Peltophorum dubium é uma árvore da família Fabaceae. É conhecido como yvyrá-pytá, ibirá puitá guazú, ibirapitá, na Argentina e no Paraguai, árbol de Artigas no Uruguai, e cambuí ou chuva de ouro no Brasil. Possui grandes dimensões, medindo de 20 a 25 metros de altura.

 

Dicas comuns de germinação da maioria das espécies:

  • Prepare a terra que vai receber as sementes. Nunca deixe-a encharcada ou ressecada, o ideal é deixá-la sempre úmida;
  • Ao depositar as sementes sobre a terra, cubra com no máximo 1cm por cima;
  • Experimente germinar de 1 a 2 sementes por vez, pois em caso de insucesso você terá mais oportunidades;
  • Escolha um lugar que proporcione sol e um determinado momento e sombra em outro;
  • Na hora de regar, dê preferência pela manhã e ao final da tarde quando as temperaturas são mais amenas. E lembre-se, use sempre pouca água.
  • Por último e mais importante, acompanhe de perto os primeiros dias após o plantio, garantindo sempre um substrato úmido.

 

APRESENTAÇÃO DAS SEMENTES

Canafístula (Peltophorum dubium)tem uma semente bem dura pois possui a “dormência tegumentar“, que nada mais é do que uma grossa camada de proteção externa na semente.

E para “quebrar” essa dormência e iniciar o processo germinativo, é fundamental que a água penetre ao interior da semente, proporcionando a divisão celular e o crescimento da mudinha. Para isso, iremos preparar as sementes para o cultivo.

 

PREPARANDO AS SEMENTES

Para conseguirmos fazer com que a água penetre na semente e quebrar a sua dormência tegumentar, iremos escarificar / raspar levemente alguns lados da semente. E para isso, vamos utilizar uma pequena lixa de unha, ou qualquer outra lixa fina que você tenha em mãos, conforme figura abaixo.

 foto_1

PREPARANDO O VASO E O SUBSTRATO

Um outro ponto muito importante é o substrato vegetal (terra), que deve receber as sementes sempre úmido, nunca encharcado ou seco. Caso o seu kit não tenha vindo com um sachet de substrato, ele pode ser encontrado com facilidade em qualquer loja de jardinagem ou mesmo em floriculturas, a um custo bem baixo. Para este exemplo da Canafístula, vamos usar apenas duas sementes.

foto_2

ESCOLHA UM BOM LOCAL, REGUE E AGUARDE…

Por fim, é muito importante manter as 2 regas diárias sempre com pouca água, pelas manhãs e finais de tarde. Também é fundamental encontrar um bom lugar para o vasinho, onde bata sol em boa parte do dia, mas que também proporcione um pouco de sombra para o substrato permanecer sempre úmido.

TEMPO DE GERMINAÇÃO

O tempo de germinação pode variar, mas média ela ocorre em 7 dias corridos, conforme exemplos abaixo.

foto_3 foto_4

OPÇÃO DE GERMINAÇÃO USANDO ALGODÃO

Outra experiência de germinação das sementes de Canafístula pode ser feita com algodão ao invés do substrato comum.  Veja abaixo o passo a passo.

1 – Tenha em mãos os seguintes itens: 2 pedaços (bolinhas) de algodão, uma lixa de unha, um pouco de água e claro, as sementes de canafístula.

foto_5

2 – O próximo passo é escarificar/lixar levemente a base da semente (a parte mais pontuda). Lixe pelas laterais, mas com cuidado para não danificar a semente. Esta escarificação permitirá que a água penetre na semente.

foto_6

3 – Depois de escarificar as sementes, prepare o vasinho com algodão, acomode as sementes e coloque um pouco de água para umedecer a base. Finalize colocando o outro pedaço de algodão por cima. Coloque um pouco mais de água e em seguida retire o excesso de água, pressionando o algodão por cima. Depois Cubra as sementes com outro pedaço de algodão e retire o excesso de água:

foto_7

 

4 – Agora vem a parte mais espetacular, a germinação.  Entre  5 e 10 dias sua semente irá absorver a água  e iniciar o processo maravilhoso da vida. Nos primeiros dias, a multiplicação celular irá se concentrar em criar uma raíz longa para absorver mais nutrientes, enquanto prepara e ensaia a saída efetiva das primeiras folhas “protetoras”.

foto_8

5 – Com os brotos germinados, aguarde até conseguir pelo menos 3cm de raiz para que possa ser possível  seu plantio em uma vaso maior, desta vez contendo substrato orgânico (terra fértil). Faça uma abertura em meio ao substrato contido no vaso com uma caneta ou objeto similar e, com cuidado, enterre a raiz até que fique firme e estável.  Agora é só regar e aguardar ela crescer e se fortificar, até que seja possível seu plantio definitivo.

foto_9

 

E esse é o fantástico resultado!!